Pataxós em “territorios” de resistências e de utopias: análises de seus processos digito-comunicacionais, identitários e cidadãos

A doutoranda em Ciências da Comunicação pela Unisinos, Helânia Thomazine Porto, apresenta a realidade das comunidades indígenas, que é bastante dinâmica e diversa. Com o avanço dos processos de globalização e de midiatização, a sociedade tem se complexificado . Desse modo, as organizações em redes sociais no contexto dos Pataxós da Bahia, como práticas políticas ancestrais, têm se expandido em contornos multidimensionais.

A proposta de trabalho para o XI Seminário Internacional de Metodologias Transformadoras da Rede Amlat – Desafios da Investigação Transmetodológica em Tempos de Crise atenta para dimensões identitárias, culturais, territoriais, cidadãs, políticas e históricas que as constituem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protected by WP Anti Spam