Juventude, Consumo e Cidadania Comunicativa: problematizações a partir da Periferia

As contribuições no XI Seminário Internacional de Metodologias Transformadoras da Rede Amlat – Desafios da Investigação Transmetodológica em Tempos de Crise da doutoranda em Ciências da Comunicação pela Unisnos, Leila Lima de Sousa , buscam analisar as apropriações que os jovens das periferias das cidades de Coroatá e de Imperatriz, situadas no interior do Maranhão, fazem do Facebook e como elas, junto às práticas de consumo, incidem no exercício de construção de uma cidadania comunicativa.
Partindo da problematização do consumo, ela acredita que os sujeitos se utilizam do Facebook como um espaço para o exercício da cidadania comunicativa, reivindicando o exercício de vozes e do poder de comunicação, como também a valorização cultural das igualdades e das diferenças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protected by WP Anti Spam