CINERESISTÊNCIAS, mostra de cinema TLGBQ+ em Porto Alegre

De 1º a 5 de outubro, na sala de cinema Redenção da Universidade Federal de Rio Grande do Sul – UFRGS (Rua Luis Englert, s/n. Campus do centro), se exibirão filmes com temáticas TLGBQ+. Uma interessante mostra com entrada gratuita, que conta com obras reconhecidas pela crítica nacional, internacional e pelo público. Uma oportunidade de participar de uma experiência de cinema de resistências.

Na programação, estão curtas-metragens e largo-metragens, iniciativa para aproveitar todas essas produções que estão narrando a linguagem cinematográfica com histórias de vidas, perspectivas diversas de existências, para dar conta de uma sociedade que precisa se reconhecer na alteridade dos corpos, das subjetividades que estão palpitando nas ruas, dos desejos que estão vivendo ou sobrevivendo no cotidiano de pessoas que podem ser nossxs vizinhxs, amigxs, irmãxs, filhxs.

Assim, a mostra está pensada para gerar debate e, após do filme, fazer um bate-papo, para compartilhar os pensamentos, pareceres, reflexões, emoções, vivências e tudo aquilo que no dia a dia vamos acumulando. Uma oportunidade de compartilhar cinema e bate-papo com respeito à diversidade, a partir das 16h no cinema da Redenção. Não Esqueça!

Confira a programação completa:

https://www.facebook.com/events/231481420852244

Todxs convidadxs para assistir films como:

“Meu nome é Jacque”, da diretora brasileira Ángela Zoé. Um apaixonante documentário, que precisamos assistir para entender que as pessoas trans, travestis, transexuais, tem uma vida, família, saúde, profissão, representam o Brasil em organismos internacionais, com conhecimento e responsabilidade… Aqui o trailer: http://globofilmes.globo.com/filme/meunomeejacque/

“Meu corpo é político”, da diretora brasileira Alice Riff.  Um documentário que mostra vidas, sorrisos, tristezas, música, criatividade, ativismo, lutas, de pessoas trans, travestis, transexuais, mundos que agem nas periferias, e mostram suas histórias. “Tudo era proibido, meu corpo era proibido, minha sexualidade era proibida…”, diz Linn da Quebrada no documentário.

Uma vez a mais “Meu corpo é político” em Porto Alegre, não perca a oportunidade de assistir. Aqui o trailer: https://www.facebook.com/meucorpoepolitico/videos/289247134922716/

“Uma mulher fantástica”, do diretor chileno Sebastián Lelio.  Uma história de amor, de raiva, de desejos e de enfrentamento ao preconceito da transexualidade. Não pode deixar passar essa oportunidade de assistir um filme íntimo, que toca nossa sensibilidade e coloca no primeiro plano o amor e a resistência, uma proposta potente e muito bem realizada. Aqui o trailer: https://www.youtube.com/watch?v=_5dwogj-5t8

Deixe uma resposta

Protected by WP Anti Spam