Escuta poética como método: relato sobre a produção de música como pesquisa

Doutorando em Comunicação pela Unisnos, Felipe Gue Martini pretende discutir em sua apresentação no XI Seminário Internacional de Metodologias Transformadoras da Rede Amlat – Desafios da Investigação Transmetodológica em Tempos de Crise as  metodologias de pesquisa em comunicação através do relato de sua tese, que está em realização, “Platina: transmetodologia radical e escutas poéticas entre Porto Alegre [Brasil] e Montevidéu [Uruguai]”.

 

Seu trabalho investiga a escuta musical de artistas de Porto Alegre, Montevidéu e Barcelona, ​​fazendo uso de uma produção musical na qual são combinados os seguintes elementos: fragmentos de músicas que conformam o corpus de pesquisa (através de buscas online), gravações ao vivo de músicos, fragmentos de entrevistas realizadas, releituras do autor sobre as obras selecionadas, sonoridades diversas coletadas ao longo processo investigativo.

 

Quais as possibilidades de transformação da linguagem científica frente as potencialidades comunicativas da semiosfera contemporânea? Como as musicalidades e as sonoridades podem ser incorporadas (material e concretamente) ao processo de investigação? Esses e outros questionamentos você confere no XI Seminário Internacional de Metodologias Transformadoras da Rede Amlat.

Deixe uma resposta

Protected by WP Anti Spam